sexta-feira, julho 06, 2012

I Maratona BTT Aldeias de Montanha (SEIA/LORIGA) 4ª etapa do UP and DOWN INATEL-VISEU

 

UP AND DOWN – SEIA (LORIGA) 2012

Meia Maratona 43 Kms 1550 mts altimetria

Loriga – Cabeça – Casal do Rei – Alto de vide – Vide – Baloquinhas – Baiol – Ribeira – Barriosa – Alto Fontão - Loriga

Maratona 63 Kms 2200 mts altimetria

Loriga – Cabeça – Casal do Rei – Alto de vide – Vide –Baloquinhas – Eólicas das Balocas – Pedras Lavradas – Teixeira - Ribeira -Barriosa – Alto Fontão - Loriga

Os percursos começam na Vila de Loriga em pleno coração da Serra da Estrela, considerada a Rainha da Serra que muitos denominam de “Suiça Portuguesa”, com a sua paisagem caraterizada por socalcos e famosa pelo seu Bolo Negro que puderão degustar ao longo da prova. Com partida a cerca de 750 metros de altitude com destino à 1ª Aldeia Led de Portugal – Cabeça, situada a uma altitude de 500 metros onde se pode apreciar as suas construções em xisto e as típicas levadas.

Continuando em direcção à aldeia de Casal do Rei passando, junto ao rio. Aqui aos 10 Kms surge o primeiro desafio com uma subida de cerca de 3 Kms.

Quando atingido o ponto mais alto, 740 metros pode-se ter uma perspectival sobre o traçado que terá de ser feito, nomeadamente o parque eólico que os atletas da Maratona terão de transpor.

Para fazer jus ao nome da prova “Up and Down” inicia-se a descida muito acentuada de uma colmeada em direcção à Aldeia da Vide onde será o 1º Abastecimento aos 20 kms de prova (junto á Ponte Romana).

Continuando pela EN 230, vira-se á direita para Baloquinhas, onde começa o 2ª desafio da prova com uma subida de cerca de 3,5 kms onde será feita a viragem à esquerda da meia maratona e desce-se depois até às localidades de Baiol e da Ribeira, onde se juntam novamente os 2 percursos.

A maratona continua a subir em direcção ao Parque Eólico de Balocas a 1200 Mts de altitude onde se poderá parar para respirar e observar uma paisagem dislumbrante das serras circundantes. A descer para o Parque Eólico das Pedras Lavradas (pedra de xisto muito solta, podendo originar furos e quedas). Continua-se a descer para a Teixeira onde será o 2º abastecimento aos 39 Kms junto à Associação Amigos da Teixeira.

A Maratona segue em direcção à Ribeira onde se junta com o percurso da Meia Maratona sendo coincidente até ao final.

Na Ribeira farão um single treck de quase 3 kms até a aldeia da Barriosa, onde depois de a atravessar podemos observar a queda de água do Poço da Broca e retemperar forças com o 2º (aos 29 kms da meia maratona) e 3º abastecimento (aos 48 kms da maratona).

A partir daqui começa o último desafio com uma subida de cerca de 6,5 Kms até ao alto do Fontão, chegando à EN 231 vira-se à esquerda em direcção a Loriga, podendo-se observar a vista sobre a Vila e a Garanta de Loriga, descendo pela Calçada Romana.

Depois do merecido banho e de retemperar forças com o almoço composto por alguns produtos típicos, aconselhamos a fazerem o relaxamento muscular na Praia Fluvial de Loriga, uma das candidatas finalistas às 7 Maravilhas de Portugal na categoria de Praias Fluvial.


Reações:

1 comentários:

  1. Muito bom amigos!
    Parabéns, pois tudo esteve muito bem, quer fosse a sinalização, bem como a marcação do percurso!
    Faltou apenas um ultimo ponto de água, mas fora isso foi uma prova bastante boa...

    Cumprimentos,
    José Oliveira

    ResponderExcluir