segunda-feira, dezembro 30, 2013


E deito um cigarro meio fumado fora
Para irremediavelmente acender um novo cigarro

Impaciente até à angústia,
Como quem espera numa estação dos arredores
O comboio que há-de trazer ah tão talvez,
quem talvez venha.

Álvaro de Campos
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário