sábado, novembro 07, 2009

Miscaros


Quando as nuvens se dissipam depois de largarem as primeiras chuvas do Outono, as florestas portuguesas começam a receber a visita de milhares de pessoas que apenas olham para o chão. Os Pinhais de Loriga não fogem à excepção.... Cesto de vime no braço, esgravatam com um pau a manta fofa e húmida à procura de cogumelos comestíveis, continuando um hábito que se perde na memória dos tempos mas que, nos últimos anos, começa a ser fonte de preocupações.
Os apreciados míscaros colhidos nos pinhais são os corpos frutíferos de um fungo do solo (Tricholoma flavovirens) que estabelece simbioses mutualistas com as raízes dos pinheiros bravos (Pinus pinaster). Estes mutualismos - ectomicorrizas (ECM) - desempenham papel relevante na nutrição mineral das plantas, na protecção contra organismos patogénicos do solo e no equilíbrio do ecossistema. Práticas silvícolas intensivas e a recolha indiscriminada e excessiva dos cogumelos das espécies ECM podem danificar as redes de micélio do solo e diminuir acentuadamente as populações fúngicas.

Não se devem apanhar os miscaros logo depois das primeiras chuvas por serem susceptíveis de transportar produtos tóxicos provenientes da agricultura ou de outras fontes de poluição. Cumpridas estas exigências, os cogumelos bem cozinhados tornam-se autênticas delícias.



Arroz de Miscaros

Ingredientes:

2 kg de míscaros
1 salpicão médio
400 g de arroz
50 g de margarina
4 dentes de alho
1 dl de azeite
1 l de água
1 cebola
1 cubo de caldo de galinha
Salsa picada, sal e pimenta q.b.


Preparação:

Comece por lavar muito bem os míscaros para lhes tirar toda a areia.
Num tacho de ferro ou de barro, coloque o azeite, a margarina e os alhos esmagados e deixe ao lume até estes estalarem. Junte a cebola picada e deixe cozer suavemente até esta estar macia. De seguida, adicione o salpicão cortado em cubos. Aumente um pouco o calor e deixe alourar bem a cebola. Introduza o arroz e os míscaros e vá mexendo para que o arroz absorva a gordura. Regue com a água a ferver e adicione o cubo de caldo de galinha. Tempere com pimenta e rectifique o sal.
No forno já quente, introduza o tacho e deixe cozer durante 15 minutos.
Findo este tempo, sirva polvilhando com salsa picada.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário